Estalar da língua - o que isso significa?

Dormência da língua na prática médica é considerada uma das variedades de parestesias.

Essa sensação desagradável é acompanhada por uma sensação de formigamento ou formigamento. Causa desconforto e, às vezes, causa muita excitação.

As causas deste sintoma podem ser completamente inofensivas, não requerendo tratamento especial. Mas também existem fatores que ameaçam complicações graves, portanto, requerem intervenção médica imediata.

Causas de dormência da ponta da língua - o que isso significa?

A dormência da ponta ou toda a área da língua pode ser provocada por uma enorme variedade de razões, que nem mesmo um especialista experiente pode sempre entender.

Aumento da sensibilidade deste órgão está associado a um grande número de terminações nervosas em suas membranas mucosas, bem como seu suprimento de sangue abundante. A exposição a certos estímulos leva ao fato de que a língua começa a doer ou "ficar entorpecida".

As causas mais comuns de dormência da ponta da língua em adultos incluem:

Medicação

Alguns tipos de drogas, entre outras doenças, têm na lista de efeitos colaterais e um fenômeno tão desagradável quanto a dormência da língua. Este risco aumenta em caso de ingestão prolongada e descontrolada ou sobredosagem do medicamento.

Antibióticos, anti-histamínicos e preparações hormonais podem entorpecer a ponta da língua. Alguns tipos de drogas antimicrobianas, antissépticas ou antimicóticas, especialmente aquelas utilizadas para terapia local, e utilizadas para a reabilitação da cavidade bucal, também são capazes de provocar a ocorrência desse tipo de parestesia.

Reação alérgica

Alergias alimentares, itens de higiene bucal (lavagens, cremes dentais, gel de clareamento dos dentes caseiros, etc), goma de mascar podem causar dormência da ponta da língua.

Junto com isso, pode haver outros sintomas desagradáveis ​​- coceira, vermelhidão das membranas mucosas, queimando. Se houver sinais de alergia a um determinado produto, o contato com o alérgeno deve ser imediatamente excluído, caso contrário, a situação não será limitada à dormência da ponta da língua.

Manipulações dentárias

A maioria dos pacientes se queixa de se sentirem dormentes na boca após a instalação de próteses artificiais. Mas outras intervenções odontológicas com o uso de anestésicos locais podem causar desconforto temporário na boca. Se a dormência da língua não desaparecer mesmo após o término da anestesia, é urgente consultar um médico que realizou a manipulação.

Anemia ou deficiência de vitamina

Dormência da ponta da língua pode ser um dos sintomas da anemia ferropriva ou da avitaminose B-12. Além do desconforto subjetivo que o paciente sente, há também desvios visualmente perceptíveis. Em particular, durante o exame, pode-se notar que a língua ficou lisa, brilhante, como se estivesse coberta de verniz. Junto com isso, sua hiperemia pronunciada é notada.

Os mamilos desaparecem da superfície da membrana mucosa do órgão, o desenho fica borrado ou completamente invisível. É em combinação com esses sintomas manifestação de dormência que pode afetar tanto a ponta e toda a área da língua.

Estresse

Estirpe nervosa constante ou estresse crônico é uma das causas mais comuns de dormência da ponta da língua. O aparecimento de tal sintoma sugere que o sistema nervoso está à beira da exaustão e não enfrenta o estresse psico-emocional.

Mudanças de idade

Dormência da ponta da língua é frequentemente observada em mulheres durante a menopausa e mulheres na pós-menopausa. Em conexão com as alterações hormonais, ocorre uma violação da atividade reguladora dos centros da ANS.

Como resultado, a membrana mucosa da língua e da boca pode gradualmente tornar-se mais fina, o que causa uma violação da inervação da língua. Para começar, a dormência pode ser notada apenas na região da ponta desse órgão, passando gradualmente por toda a sua superfície. Posteriormente, a manifestação periódica da parestesia da cavidade oral como um todo é possível.

GERD

A doença do refluxo é acompanhada por um refluxo do conteúdo do estômago para o esôfago. O contato com o ácido clorídrico nas membranas mucosas do corpo leva à irritação, que é acompanhada de azia e arrotos azedos com odor desagradável. Mas estes não são os únicos sintomas da doença.

Também é caracterizada por dormência da ponta da língua, uma vez que o suco gástrico não só entra no esôfago, mas também pode atingir a cavidade oral. Aspiração com ácido clorídrico viola a inervação da língua, por isso há uma sensação de dormência ou queimação, beliscar.

Gravidez

As causas de dormência da ponta da língua em mulheres grávidas podem ser seguras e extremamente graves, exigindo intervenção médica obrigatória. Nos estágios iniciais do período gestacional, esse sintoma está associado a alterações hormonais que ocorrem no corpo da mulher. Geralmente esta situação é segura e não requer intervenção médica.

Mas se a dormência da ponta da língua ocorreu repentinamente no final da gravidez e é acompanhada de inchaço, aumento da pressão arterial, tontura, náusea ou desmaio, esse é um sinal extremamente desfavorável. Este sintoma complexo indica o desenvolvimento de pré-eclâmpsia - toxicose tardia. A situação é perigosa para a vida da mãe e do filho e requer a hospitalização imediata de uma mulher grávida.

Fumar

Os receptores de língua são muito sensíveis a qualquer estímulo externo. O tabaco, especialmente de má qualidade ou muito forte, é apenas um fato tão irritante para os receptores de linguagem. Como resultado, a dormência da ponta ou a superfície inteira do órgão ocorre, a salivação aumenta, a amargura é sentida e outros sintomas desagradáveis ​​aparecem após o cigarro fumado. Além disso, quanto mais cigarros por dia uma pessoa fumar, mais intensa e mais freqüente será a dormência.

O efeito de altas ou baixas temperaturas nas membranas mucosas da boca. O entusiasmo excessivo por bebidas quentes ou frias leva a uma interrupção temporária da atividade dos receptores de linguagem. O resultado é uma sensação de queimação e / ou dormência.

Overdose de cafeína

O uso excessivo de café ou outras bebidas energéticas à base de cafeína também pode adormecer a ponta da língua. Este sintoma é geralmente combinado com aumento da sudorese, taquicardia, náusea, aumento da excitabilidade psicomotora e física.

Consequências da anestesia inalatória

O uso de anestesia inalatória (em particular, éter) é uma causa bastante comum de dormência da ponta da língua ou da membrana mucosa de toda a cavidade oral. Este é um efeito colateral rápido, mas muito desagradável, da anestesia geral, que, via de regra, não requer tratamento.

Causas mais perigosas de dormência na língua

Todas as causas acima de dormência da ponta da língua não são perigosas. Mas há várias patologias, um sintoma que pode ser um desvio desse tipo. Em particular, tal anomalia é freqüentemente manifestada em segundo plano:

  • infarto do miocárdio;
  • acidente vascular cerebral;
  • distúrbios da circulação cerebral;
  • esclerose mtipla;
  • diabetes mellitus (com neuropatia diabica);
  • Borreliose (doença de Lyme);
  • hipotireoidismo, que é acompanhado por produção insuficiente de tiroxina e triiodotironina;
  • tumores do cérebro ou da medula espinhal que comprimem os nervos que inervam a língua;
  • intoxicação grave com envenenamento por etanol, metal ou toxina.

Todas estas condições exigem tratamento obrigatório, por isso não hesite em visitar o médico.

Sintomas relacionados

Dormência da ponta da língua raramente ocorre como o único sintoma. Muitas vezes as pessoas também se queixam da presença de:

  • fraqueza muscular geral;
  • alterações ou perda completa da percepção do paladar;
  • fraqueza dos músculos faciais;
  • sensação de formigamento na língua;
  • dor nos olhos;
  • função visual prejudicada;
  • dor na língua, face ou boca.

Esses sintomas não são críticos, mas suas causas devem ser estabelecidas. É especialmente importante procurar ajuda de um médico se a dormência da língua for acompanhada por:

  • desordens da consciência até a sua perda completa;
  • alucinações;
  • mudança abrupta de comportamento;
  • mau funcionamento do esfíncter anal, que se manifesta por incontinência fecal;
  • micção espontânea;
  • problemas de fala;
  • sede constante;
  • perda de peso acentuada ou, pelo contrário, ganho de peso;
  • dormência ou mobilidade limitada em um lado do corpo;
  • movimentos espontâneos e descontrolados;
  • problemas com deglutição e respiração;
  • micção frequente, etc.

Dormência da ponta da língua, juntamente com tais sintomas, não deve ser ignorada. É necessário consultar um médico o mais rápido possível e ser examinado para evitar efeitos adversos à saúde.

Diagnóstico

Se aparecer uma sensação persistente de dormência da ponta da língua, procure ajuda médica. Primeiro de tudo, você deve passar por um exame por um terapeuta, após o qual ele pode encaminhar o paciente para um médico mais especializado:

  • cardiologista;
  • um dentista;
  • um neurologista;
  • um gastroenterologista;
  • endocrinologista.

Durante o exame inicial, o paciente deve lembrar:

  • que medicações ele estava tomando ultimamente, qual era sua dosagem, quanto tempo o tratamento durava e se ele tinha outras queixas sobre a manifestação de sintomas suspeitos;
  • que doenças sofreram no ano passado;
  • qual é a sua dieta;
  • que produtos de higiene (até creme dental e escova) são usados ​​por ele para cuidar da cavidade bucal;
  • Ele segue a rotina diária e quais são seus principais princípios?

Se a consulta inicial e a anamnese não ajudaram a determinar a causa da dormência da ponta da língua, o paciente é enviado para exames adicionais:

  • análise de urina;
  • exame de sangue clínico geral;
  • exame de sangue para hormônios;
  • teste de sangue e urina para teor de açúcar;
  • exame neurológico;
  • ECG;
  • Ecocardiografia;
  • EEG, etc.

Se necessário, a ressonância magnética ou computadorizada da área cervical ou do cérebro pode ser atribuída.

Como se livrar da dormência da ponta da língua?

Se as causas da dormência da ponta da língua estiverem na presença de doenças do sistema neuroendócrino ou cardiovascular, orofaringe ou dentes, então apenas um médico deve lidar com o tratamento. O regime de tratamento dependerá dos resultados dos testes e estudos instrumentais.

No caso quando o paresteziya da língua se une com a influência de fatores não-patológicos, é possível livrar-se dele com a ajuda das seguintes medidas:

  1. Bochechos com solução salina de sódio. Para a sua preparação, você precisa dissolver uma colher de chá de sal marinho (ou de mesa) e a mesma quantidade de refrigerante em um copo de água morna. Você também pode adicionar à mistura 3 gotas de iodo. Misture bem e use 3-4 vezes ao dia para enxaguar.
  2. Lave a infusão de orofaringe de ervas. Para cozinhá-lo, você precisa preparar por 1 colher de chá. Sage, camomila e casca de carvalho com um copo de água fervente. Mantenha até esfriar, depois coe. O procedimento de enxágue deve ser realizado de 3 a 5 vezes ao dia. As ervas acima podem ser aplicadas separadamente. Em vez disso, a infusão pode ser preparada a partir de celandine ou hypericum.
  3. Aplicações com buckthorn do mar e óleo de pêssego, bem como óleo de rosa mosqueta têm um bom efeito. Para uma compressa, você precisa de um pano limpo e natural, gaze ou atadura. Deve ser abundantemente umedecido em óleo e aplicado na ponta da língua. Segure de 10 a 15 minutos e tire. Depois disso, não é recomendado comer ou beber por meia hora.

Geralmente tais procedimentos ajudam a resolver o problema dentro de 2 a 3 dias, especialmente se a dormência da língua foi causada pelo uso de drogas ou bebidas quentes. Mas se a melhora não ocorrer, ou outros sintomas se juntarem à parestesia, o autotratamento deve ser interrompido. Neste caso, apenas um médico pode ajudar.

Deixe O Seu Comentário